Newsletter
Receber newsletters
Camel Trophy Portugal
por email

Wallpapers



L430VAC - Defender 110 - Ambulance @ CT1994

Votos de utilizador:  / 5
FracoBom 
Os veículos que participaram nas provas do Camel Trophy são, vulgarmente, "batizados" ou conhecidos pela matrícula com que saíram de Solihull. É o caso do L430VAC que desempenhou a função de ambulância no Camel Trophy de 1994 - Argentina, Paraguai, Chile.

Actualização: este Defender já não se encontra em Portugal. No entanto, como foi matriculado em Portugal, mantém-se aqui o registo.

Como todos os Land Rover do Camel Trophy passou pela famosa divisão Special Vehicles antes de "ver a luz do dia".

É um Defender 110 Sation Wagon 200tdi de volante à direita.

Desde 1990, todos os veículos Camel foram registados pela Land Rover na sua fábrica em Solihull e, por isso, registados com o sufixo de matrícula da zona de Birmingham, tais como:

-ON por exemplo. H_ _ _LON Tanzania
-RW p. ex. H_ _ _JRW Tanzania
-OP p. ex. J_ _ _ROP Guyana
-KV p. ex. K_ _ _YKV Sabah-Malaysia
-AC p. ex. K_ _ _BAC,L_ _ _VAC Sabah-Malaysia; Argentina-Chile/training
-VC p. ex. M_ _ _HVC, N_ _ _PVC Mundo Maya; Kalimantan
-DU p. ex. N_ _ _VDU, R_ _ _CDU Kalimantan; Tierra del Fuego
-AB p. ex. R_ _ _HAB: Tierra del Fuego/training
-XP Tax-free, for eXPort

(fonte e adaptado de: Camel Trophy Owners Club)

Serviu como "consultório e sala de pequena cirurgia" do médico Mike Irani (que se deslocava noutro veículo).

A sua designação no evento era "Camel-5 Ambulance", tendo sido conduzido pelo belga Geert Blondeel - um ex-concorrente do CT1991 Tanzânia-Burundi.

Exteriormente, distinguia-se dos restantes por ter um rotativo azul por cima da placa CT frontal, uma sirene colocada na frente por baixo do roof-rack e uma cruz vermelha fluorescente no capot e outra no suporte do machado.

No interior as alterações eram diversas: maca e respetivas calhas que obrigaram à supressão da rede de proteção de carga (conhecida por "dog guard"), mantendo no entanto os bancos traseiros que se encontravam rebatidos; desfibrilhador; medidores de sinais vitais; garrafa de oxigénio; diversas caixas com material médico e paramédico. Resumindo, toda a parafernália que se pode encontrar numa comum ambulância.

Naturalmente que o L430VAC, carregava todos os acessórios Camel Trophy (pranchas; picareta; hi-lift; etc.) à semelhança dos outros veículos.

Uma grande parte deste material não "sobreviveu", exceptuando as ligações elétricas aos aparelhos médicos. No regresso à Land Rover, os veículos eram "descamelizados" onde se retirava tudo o que não fosse necessário para os clientes ou que fosse de critério não-público. Aqui, também se inclui o material de radiocomunicações.

Mas há, felizmente, algumas excepções. "Sobreviveram":
- três suportes de antena e uma antena VHF que ficou "perdida" no interior do veículo
- a pá e a picareta
- um souvenir para coleccionadores: um mapa de comunicações com os canais VHF da Prova, que permaneceu colado na pala de sol do condutor, seguramente por distração. Este é um item extremamente raro na comunidade de proprietários dos Camel Trophy. Neste mapa (em jeito de organograma) percebe-se como estava estruturada a organização durante uma prova, nomeadamente quantos veículos faziam parte e quem reportava a quem.

Existe informação (ainda não confirmada) que o L430VAC poderá ter participado na prova de 1995 - Mundo Maya desempenhando as mesmas funções de ambulância.

Era habitual os veículos da organização serem reutilizados nos reconhecimentos (pre-scouting) e/ou na prova seguinte (ex. o caso documentado do L428VAC na posse de Guy Shepherd que desempenhou as funções de Event Director e foi conduzido por Iain Chapman nas provas de 94 e 95).

De 1995 a 1997 não dispomos de qualquer informação, incluindo a data de venda por parte da Land Rover UK.

O L430 VAC terá sido importado para Portugal no final de 1997, tendo obtido matrícula nacional já em 1998. Não existe muita informação sobre a "vida que levou" desde essa altura até Janeiro de 2012, quando foi colocado à venda num stand de Cascais e logo adquirido. Apenas se sabe que fez parte de uma colecção privada de muitos veículos Land Rover, em que se incluía o J435ROP, um Discovery utilizado na edição 1992 - Guyana.

No Documento Único tem averbamento especial de "Viatura fora de Estrada", havendo referência à matrícula original inglesa.

Com quase 20 anos de existência tem apenas 22000 milhas. Tem ainda montados os pneus originais Michelin XCL 7.50x16 com que fez o Camel Trophy.

Algures no tempo foi repintado (não se sabe se em Inglaterra ou já em Portugal).

Está em restauro progressivo com o objectivo principal de se manter o maior número de peças e acessórios originais do e no veículo. Isto é, recuperar em vez de substituir.

Em 2012 passou a estar em exposição nos eventos Land Rover fazendo parte do grupo Camel Trophy Portugal e exibindo (apenas nos eventos) as chapas de matrícula inglesas originais - L430VAC (http://www.regarchive.com/plate/L430VAC).

L430VAC front

L430VAC rear

Tem a alcunha de VAC(A) - devido à matricula e ao facto de ser uma 110 um pouco "teimosa e rija" no que toca a manutenção e restauro.

Informação sobre a prova: http://www.cameltrophyportugal.com/edicoes/1994-argentina-paraguay-chile



Partilhe este artigo: