Newsletter
Receber newsletters
Camel Trophy Portugal
por email

Wallpapers



L430VAC - Defender 110 - Ambulance @ CT1994

Votos de utilizador:  / 4
FracoBom 
Os veículos que participaram nas provas do Camel Trophy são, vulgarmente, "batizados" ou conhecidos pela matrícula com que saíram de Solihull. É o caso do L430VAC que desempenhou a função de ambulância no Camel Trophy de 1994 - Argentina, Paraguai, Chile.

Como todos os Land Rover do Camel Trophy passou pela famosa divisão Special Vehicles antes de "ver a luz do dia".

É um Defender 110 Sation Wagon 200tdi de volante à direita.

Desde 1990, todos os veículos Camel foram registados pela Land Rover na sua fábrica em Solihull e, por isso, registados com o sufixo de matrícula da zona de Birmingham, tais como:

-ON por exemplo. H_ _ _LON Tanzania
-RW p. ex. H_ _ _JRW Tanzania
-OP p. ex. J_ _ _ROP Guyana
-KV p. ex. K_ _ _YKV Sabah-Malaysia
-AC p. ex. K_ _ _BAC,L_ _ _VAC Sabah-Malaysia; Argentina-Chile/training
-VC p. ex. M_ _ _HVC, N_ _ _PVC Mundo Maya; Kalimantan
-DU p. ex. N_ _ _VDU, R_ _ _CDU Kalimantan; Tierra del Fuego
-AB p. ex. R_ _ _HAB: Tierra del Fuego/training
-XP Tax-free, for eXPort

(fonte e adaptado de: Camel Trophy Owners Club)

Serviu como "consultório e sala de pequena cirurgia" do médico Mike Irani (que se deslocava noutro veículo).

Foi conduzido pelo belga Geert Blondeel - um ex-concorrente do CT1991 Tanzânia-Burundi.

A sua designação no evento era "Camel-5 Ambulance".

Exteriormente distinguia-se dos restantes por ter um rotativo azul por cima da placa CT frontal, uma sirene colocada na frente por baixo do roof-rack e uma cruz vermelha fluorescente no capot e outra no suporte do machado.

No interior as alterações eram diversas: maca e respetivas calhas que obrigaram à supressão da rede de proteção de carga (conhecida por "dog guard"), mantendo no entanto os bancos traseiros que se encontravam rebatidos; desfibrilhador; medidores de sinais vitais; garrafa de oxigénio; diversas caixas com material médico e paramédico. Resumindo, toda a parafernália que se pode encontrar numa comum ambulância.

Naturalmente que o L430VAC, carregava todos os acessórios Camel Trophy (pranchas; picareta; hi-lift; etc.) à semelhança dos outros veículos.

Uma grande parte deste material não "sobreviveu", excetuando as ligações elétricas aos aparelhos médicos. No regresso à Land Rover, os veículos eram "descamelizados" onde se retirava tudo o que não fosse necessário para os clientes ou que fosse de critério não-público. Aqui, também se inclui o material de radiocomunicações.

Mas há, felizmente, algumas exceções. "Sobreviveram":
- três suportes de antena e uma antena VHF que ficou "perdida" no interior do veículo.
- a pá e a picareta.
- e um souvenir para colecionadores: um mapa de comunicações com os canais VHF da Prova, que permaneceu colado na pala de sol do condutor, seguramente por distração. Este é um item extremamente raro na comunidade de proprietários dos Camel Trophy. Neste mapa (em jeito de organograma) percebe-se como estava estruturada a organização durante uma prova, nomeadamente quantos veículos faziam parte e quem reportava a quem.

Existe informação (ainda não confirmada) que o L430VAC poderá ter participado na prova de 1995 - Mundo Maya desempenhando as mesmas funções de ambulância.

Era habitual os veículos da organização serem reutilizados nos reconhecimentos (pre-scouting)e/ou na prova seguinte (ex. o caso documentado do L428VAC na posse de Guy Shepherd que desempenhou as funções de Event Director e foi conduzido por Iain Chapman nas provas de 94 e 95).

De 1995 a 1997 não dispomos de qualquer informação, incluindo a data de venda por parte da Land Rover UK.

O L430 VAC foi importado para Portugal no final de 1997 tendo obtido matrícula nacional já em 1998.

No Documento Único tem averbamento especial de "Viatura fora de Estrada" e referência à matrícula original. Ainda não temos informação sobre a "vida que levou" desde essa altura até Janeiro de 2012, altura em que foi colocado à venda e logo adquirido. Sabemos que esteve vários anos abrigado de alguma chuva e sol juntamente com outros Land Rover de coleção (um deles um Discovery CT1992 original).

Com quase 20 anos de existência tem apenas 22000 milhas. Tem ainda montados os pneus originais com que fez o Camel Trophy.

Algures no tempo foi repintado (não se sabe se em Inglaterra ou já em Portugal).

Está em restauro progressivo com o objectivo principal de se manter o maior número de peças e acessórios originais do e no veículo. Isto é, recuperar em vez de substituir.

Em 2012 passou a estar em exposição nos eventos Land Rover fazendo parte do grupo Camel Trophy Portugal e exibindo (apenas nos eventos) as chapas de matrícula inglesas originais - L430VAC (http://www.regarchive.com/plate/L430VAC)

Tem a alcunha de VAC(A) - devido à matricula e ao facto de ser uma 110 um pouco "teimosa e rija" no que toca a manutenção e restauro.

Informação sobre a prova: http://www.cameltrophyportugal.com/edicoes/1994-argentina-paraguay-chile



(SET2012 - artigo em actualização)

Partilhe este artigo: