Newsletter
Receber newsletters
Camel Trophy Portugal
por email

Wallpapers



Series III

Votos de utilizador:  / 4
FracoBom 
O Série III, na sua versão Station Wagon de 88 polegadas (curto, de 3 portas) e de 109 polegadas (longo, de 5 portas), só foi utilizado em 1 edição do Camel Trophy: Zaire, no ano de 1983. A versão curta foi utilizada pelas equipas de cada país (2 participantes por equipa), enquanto a versão longa ficou reservada para o transporte de jornalistas e equipas de apoio.

As diferenças de preparação entre cada veículo são enormes, e a listagem de material e características dos veículos é, no mínimo, extensa devido à sua diversidade. No entanto, alguns elementos são comuns entre eles. Comecemos por aí.

O motor é o típico 2 1/4 L Diesel, de 4 cilindros. Tendo em conta o ano do evento, tanto poderiam ser motores de 3 apoios, como de 5. Da mesma forma, os semi-eixos tanto podiam ser de 10 estrias (na roda), como de 24 estrias (no diferencial são sempre, garantidamente, de 10 estrias). No entanto, e segundo pesquisas feitas por David Hatherill (do Camel Trophy Owners Club), os veículos das equipas eram de 1982, com volante à esquerda e preparados para o mercado alemão. Além destes, também parecem ter sido utilizados 2 veículos de volante à direita, preparados para o mercado inglês e de fabrico posterior a 1982.

Todos foram pintados com a cor sandglow, com um autocolante do logótipo Camel Trophy, em preto e amarelo, em cada porta (nos 109'', os autocolantes são apenas nas portas da frente). Na traseira, há um autocolante Land Rover de cada lado, que parece ter sido cortado do autocolante original afixado na versão V8 destes modelos.

A típica placa de alumínio prensado, com o logótipo Camel Trophy, estava colocada no lado esquerdo do pára-choques da frente, que foi pintado de preto.Uma placa mais pequena foi colocada junto da porta traseira. Foram, ainda, afixados outros autocolantes (pequenos): no canto superior direito do pára-brisas, com o logótipo Camel Trophy; na janela traseira esquerda, com o número do veículo.

As jantes são as 5.5Fx16 de origem, pintadas na cor Limestone, que receberam pneus com a medida 7.50x16. Já os tipos de pneus utilizados não foram iguais em todos os veículos, começando aqui as diferenças.

Alguns veículos utilizaram pneus Dunlop T29A, outros tinham Michelin XZY e outros tinham ainda um tipo diferente de pneus de tracção.

Na parte superior do pára-choques, todos tinham luzes auxiliares rectangulares, algumas da Lucas (iguais ao modelo County), outras Hella.

Alguns veículos, tinham protecções frontais (apenas à frente dos faróis, fixas ao pára-choques e aos guarda-lamas) com uma rede metálica.

Também tinham 2 jerrycans, e respectivos suportes, na frente do radiador, encostados aos guarda-lamas.

A versão de 88'' foi equipada com uma grade de tejadilho, que tinha incluido um suporte para o pneu suplente, na porta traseira. No caso dos 109'', nem todos tinham a grade de tejadilho. Na frente da grade, foram colocados 2 faróis redondos Hella Rallye 1000, nas pontas, protegidos por uma grelha metálica. Placas de metal de desatascamento foram, ainda, colocadas nas laterais da grade de tejadilho (1 de cada lado).

As luzes traseiras eram protegidas por uma rede metálica de protecção.

Foram usados vários modelos de guinchos: Warn 8274, Ramsey DC-200 (mecânico, de tambor) e Ramsey RE 8000.

Acima do pára-choques, foram colocados anéis de reboque e, por baixo, foram colocadas umas rudimentares protecções das barras de direcção.

Em algumas fotografias desta edição, vê-se pelo menos 1 veículo equipado com um pára-choques militar.

Alguns dos veículos tinham cubos de roda-livre Fairey.

Não foram colocados equipamentos de expedição (pás, picaretas, machados), nem barras de protecção exteriores ou interiores. Isto deu um aspecto "simples", e algum "charme" adicional, a esta edição do Camel Trophy. Não podemos, também, esquecer que o motor destes veículos foi o menos potente de todos os utilizados nas várias edições.

Um dos veículos de apoio ardeu completamente durante a prova, quando um dos jornalistas estava a cozinhar num fogão, na traseira do 109'', e os equipamentos e bagagens lá localizados pegaram fogo. As equipas tiveram o cuidado de rebocá-la (ainda a arder!) para longe das habitações locais, na aldeia onde a caravana tinha parado.  No final, a viatura ficou completamente destruída.

Infelizmente, também não restam muitos destes veículos, que participaram nesta edição. Há uma informação (não confirmada) que 1 deles está precisamente em Portugal.

Características do motor:
  • Gasóleo, 4 cilindros
  • Cilindrada: 2286 cc
  • Força máxima: 62 cv @ 4,000 rpm
  • Torque: 103 lb-ft @ 1,500 rpm

Series III

(conteúdo baseado em dados fornecidos por: CamelTrophy.es e Camel Trophy Brasil)

Partilhe este artigo: